• AR IT

7 passos fundamentais para manter o alto desempenho dos servidores em um data center



Mesmo com o desempenho e os recursos redundantes dos servidores, o aumento da consolidação da carga de trabalho e as expectativas de confiabilidade podem afetar o hardware do servidor.

Uma lista de verificação de manutenção do servidor deve abranger elementos físicos, bem como a configuração da camada de software do sistema.

Ela também deve levar em consideração o fato de que a manutenção completa leva tempo, horas de trabalho e testes. O uso de uma lista de verificação ajuda os administradores a definir seus objetivos e manter as equipes de TI no caminho certo.


1. Desenvolva uma rotina de manutenção


Os administradores de servidor frequentemente ignoram o planejamento das janelas de manutenção. Não espere até que haja uma falha real, reserve um tempo para manutenção preventiva de rotina do servidor.

A frequência de manutenção depende da idade do equipamento, do data center e do volume de servidores que requerem manutenção. Por exemplo, equipamentos mais antigos localizados em um armário de equipamentos que precisam de inspeções mais frequentes do que os novos servidores implantados em um data center de alta eficiência, bem filtrado por ar e resfriado.

As organizações podem basear os agendamentos de manutenção nas rotinas de fornecedores ou de terceiros. Se o contrato de serviço do fornecedor exigir inspeções do sistema a cada quatro ou seis meses, siga esse cronograma.


2. Prepare-se para o tempo de inatividade


Tenha um plano antes de abordar os itens em uma lista de verificação de manutenção do servidor. Isso inclui verificar os logs do sistema quanto a erros ou eventos que exijam atenção mais direta.

Se os logs do sistema indicarem erros em um módulo de memória específico, por exemplo, você deve solicitar módulo de memória de substituição e disponibilizá-lo para instalação. Da mesma forma, se houver correções/atualizações de firmware, sistema operacional ou agente disponíveis, teste e verifique primeiro antes da janela de manutenção planejada.

Tenha um plano claro e definido para colocar o sistema offline e devolvê-lo ao serviço. Antes da virtualização, o servidor e seu aplicativo residente precisam de tempo de inatividade para acomodar a janela de manutenção, forçando os administradores a realizarem manutenção à noite ou aos fins de semana.

Além disso, os servidores virtualizados permitem a migração da carga de trabalho em vez do tempo de inatividade, para que os administradores possam migrar aplicativos para outros servidores e mantendo-os disponíveis sempre que ocorrer manutenção no servidor no sistema host subjacente.


3. Inspecione os caminhos do fluxo de ar


Eliminar poeira não é um processo novo, mas ainda é necessário. Poeira e outras obstruções ao fluxo de ar fazem com que o servidor consuma mais energia e pode até provocar falhas evitáveis ​​nos componentes.

Quando um servidor estiver offline, inspecione visualmente seus caminhos de fluxo de ar externo e interno. Remova qualquer acúmulo de poeira e detritos que possam impedir o ar de resfriamento.

Certifique-se de limpar o servidor com ele removido do rack, removendo a poeira ou detritos em um espaço de trabalho apropriado e protegido contra estática com ar comprimido limpo e seco.


4. Verifique os discos rígidos locais


Os problemas de mídia de disco prejudicam o desempenho e a estabilidade da carga de trabalho e levam a falhas prematuras de disco. Use ferramentas adequadas para verificar a integridade do disco e tentar recuperar setores defeituosos.

Vale destacar que a mídia magnética não é perfeita. Problemas comuns incluem setores defeituosos e fragmentação. O RAID ajuda bastante a preservar a integridade dos dados após erros de armazenamento.

A fragmentação do disco simplesmente não desaparece, desde que o sistema de arquivos e a tabela de alocação de arquivos, os sistemas de arquivos usem espaço em disco pelos primeiros clusters disponíveis. A fragmentação pode diminuir a velocidade do disco do servidor e causar falhas.


5. Verifique os dados e eventos do log


Quando a inspeção de log revela problemas crônicos ou recorrentes, a investigação proativa pode resolver o problema antes que ele se agrave.

Se o log do servidor relatar erros recuperáveis ​​em um módulo de memória, ele não acionará alarmes críticos. Porém, se houver instâncias repetidas sinalizando problemas com o módulo, os administradores poderão realizar uma análise mais detalhada para identificar falhas iminentes.

Se os problemas não forem graves o suficiente para desligar um servidor, os administradores poderão retornar o servidor à produção até que o hardware de substituição seja instalado.


6. Patches de teste e atualizações


A pilha de software do servidor, BIOS, SO, hipervisores, drivers e aplicativos, todos devem trabalhar juntos. Infelizmente, o código do software raramente é livre de problemas, portanto, partes desse quebra-cabeça são frequentemente corrigidas ou atualizadas para corrigir bugs, melhorar a segurança, otimizar a interoperabilidade e melhorar o desempenho.

As organizações ainda devem testar qualquer patch ou atualização em um laboratório antes de implantá-lo em uma sandbox ou configuração de teste e sempre ter a capacidade de restaurar a configuração original do software.


7. Registre todas as alterações do sistema


Muita coisa pode acontecer a um servidor durante uma janela de manutenção, como alterações de hardware, software ou configuração do sistema. Quando os administradores concluem a lista de verificação de manutenção do servidor, é vital que eles verifiquem e registrem qualquer novo estado do sistema.

Verifique também as posturas de segurança do sistema, como configurações de firewall, versões de antimalware ou configurações de frequência de varredura e detecção de intrusão.

As verificações de segurança garantem que as alterações no software do sistema não expusessem inadvertidamente que superfícies de ataque foram fechadas na configuração anterior.

Não se esqueça também de atualizar os backups do sistema ou o conteúdo de recuperação de desastres (DR) quando o servidor estiver novamente online. Verifique se a frequência de backup / DR do servidor permanece inalterada, a menos que quaisquer configurações relacionadas precisem ser ajustadas especificamente para refletir o novo caso de uso do servidor.


Sobre a AR IT


A AR IT nasceu como uma Startup e desde sua fundação está enraizada em sua equipe, o conceito de levar a excelência como legado, cooperando com seus clientes, dando suporte desde o início, entrega e pós-venda de seus projetos, provendo todas ferramentas necessárias para o total sucesso e plena satisfação.

Nestes anos, a AR IT vêm se dedicando a firmar parcerias com os mais reconhecidos fabricantes, a fim de contemplar um amplo leque de produtos, de modo a suprir toda e qualquer demanda corporativa de tecnologia.

58 visualizações

| SOLUÇÕES

| SERVIÇOS

| CORPORATIVO

| CONTATOS

Endereço:

Rua Do Grito, 387 - Conj.132, 133 e 134

Cep: 04217-000

Ipiranga - São Paulo - SP

Telefone:

(11) 2319-9898

Parceiro SonicWall | Canal Dell EMC |Suporte SonicWall | Revenda Dell São Paulo | VMWare | Quest Partner

Logo AR IT branco.png
DT_PlatinumPartner_4C-white.png
sonicwall-white.png
kaspersky-logo.png
vmware20-LOGO.png
QUEST.png

© 2019 AR-IT   |  Todos os direitos reservados. Site desenvolvido por AR MARKETING DIGITAL.